domingo, 27 de setembro de 2009

Livro revela os 10 filhos de Fidel fora de casamentos

Chega às livrarias dos Estados Unidos, nas próximas semanas, um livro sobre a existência de uma dezena de filhos do líder cubano Fidel Castro, de relações extra-conjugais.

A autora de "Sem Fidel" ( "Without Fidel"), da editora Scribner, jornalista Ann Louise Bardach, dá uma geral na vida privada do revolucionário cubano e descobre sua vocação para povoar o mundo.

El Comandante, revela, seduziu dezenas de mulheres e teve com elas pelo menos 10 filhos.

O primeiro filho chamado Fidel nasceu em 1949, do casamento com sua primeira esposa Myrta Diaz-Balart. Cinco outras crianças nasceram entre 1962 e 1974, da união entre Fidel e Dalia Soto del Valle, a mulher com quem casou secretamente até 1980 e que iria aparecer na televisão ao seu lado até 2003.

Estes são os filhos nascidos de uniões oficiais. Mas Castro também teria inúmeros outros, "clandestinos".

Só em 1956, nasceram três filhos ilegítimos: primeiro, Natalia Revuelta, a Pasionaria da revolução, deu à luz uma menina chamada Alina Fernandez; segundo, uma misteriosa garota teve Pancha Castro Pupo; por fim, uma mulher que teve um rápido caso de amor com Fidel, no rescaldo da sua libertação da prisão, deu à luz Jorge Angel.

De outro flerte, em 1960, nasceu o décimo filho de Castro, chamado Ciro, em homenagem ao mártir da revolução, cuja verdadeira mãe é desconhecida para a maioria. Este, de acordo com a autora do livro "teria olhos verdes e tez escura", casou com uma militante do partido e vive em um subúrbio de Havana.

Mas o número de filhos de Fidel pode não parar por aí. De acordo com as confissões de um desertor cubano que trabalhou anteriormente nos serviços secretos do país do Caribe, outro filho de Castro nasceu em 1970, caso ainda clandestino.

Apesar de tantos herdeiros, nenhum deles deverá tomar as rédeas do poder no futuro. O mais credenciado é um sobrinho: Raul Alejandro, 43 anos, coronel do exército, estrela em ascensão no Ministério do Interior, filho de Raul Castro, irmão de Fidel.
C/ Daily Telegraph.

Um comentário:

  1. entao ta tudo dominado, isso vai virar uma monarquia comunista.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo! Deixe aqui seu comentário, e não esqueça de se identificar clicando em "Comentar como", e escolhendo a guia "Nome/URL". Grande abraço!