quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Para Luiz Paulo Orçamento é ficção


O blog perguntou ao deputado federal Luiz Paulo Vellozo Lucas, pré-candidato do PSDB ao Governo do Espírito Santo, como ficará a situação do Estado, depois das mudanças introduzidas no Orçamento da União pelo relator, deputado petista do Distrito Federal, Geraldo Magela ( veja post anterior).

Vellozo foi rápido no gatilho: "Não muda nada. O Orçamento de Investimento da União é uma peça de ficção. Serve para fidelizar politicamente lideranças locais em troca de subserviência ."

Um comentário:

  1. Augusto Zanottelli7 de janeiro de 2010 18:13

    "Orçamento é uma conta que se faz para saber como devemos aplicar o dinheiro que já gastamos" (Barão de Itararé.

    Mas, lendo essa opinião lugar-comum do deputado Luiz Paulo, concluo que realmente estamos muito mal representados em Brasília.

    À exceção honrosa da Rita Camata que fez história com projetos de interesse nacional e obviamente dos capixabas (inclusão do ES na Sudene, Lei de Responsabilidade Fiscal, Código Brasileiro de Tânsito, Licença-Maternidade e até mesmo o polêmico Código da Criança e Adolescente)não podemos esperar mais nada daquela turma que está lá.

    Aliás, se o PSDB fosse inteligente tirava esse panaca do Luiz Paulo que "se acha", como disse seu concunhado Ricardo Ferraço, da jogada e colocava Rita para disputar o governo do Estado. Se não ganhar, vai dar muito trabalho e não deixará os tucanos passando vergonha e gozação nas ruas.

    Uma pergunta: o que o sr. Luiz Paulo fez até agora pra tornar o Orçamento uma peça impositiva, que tem que ser cumprida pelo Executivo por força legal e constitucional? A resposta, claro, é óbvia.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo! Deixe aqui seu comentário, e não esqueça de se identificar clicando em "Comentar como", e escolhendo a guia "Nome/URL". Grande abraço!