sexta-feira, 8 de janeiro de 2010

Mergulhada em dívidas, Daslu procura comprador

Pouco antes de inaugurar a suntuosa loja na Marginal do Pinheiros, há cinco anos, a Daslu traçou a meta ambiciosa: abrir o seu capital em 2010. Mas, com o estouro do escândalo do subfaturamento de importação - que ao longo do tempo acabou comprometendo a imagem e os negócios da butique -, a empresária Eliana Tranchesi se viu obrigada a mudar radicalmente seus planos. Há um ano, Eliana tenta vender sua empresa, que já foi oferecida a empresários e fundos de investimento.

No fim do ano passado, a Daslu iniciou conversas com a Inbrands, controlada pelo fundo Pactual Capital Partners (PCP), dos ex-sócios do Banco Pactual. A empresa é dona das grifes Ellus, Isabela Capeto e Herchcovitch e dos eventos SP Fashion Week e Fashion Rio. Mas, até agora, as negociações estão longe de ser concluídas.

Mergulhada em dívidas fiscais estimadas em mais de R$ 900 milhões, a Daslu é considerada um investimento de risco. Além disso, carrega um grande passivo de imagem.  "As chances desse negócio ser fechado são remotas, de menos de 50%," diz um dos sócios do fundo PCP. Temos outras negociações mais avançadas.

Segundo uma fonte próxima, o negócio que poderia interessar à Inbrands é apenas a marca Daslu: a butique vende roupas femininas, masculinas e infantis com a marca própria. Procurados, tanto a Inbrands como a Daslu não quiseram se manifestar.

C/ O Estado de S.Paulo.

Um comentário:

  1. Para sua segurança é melhor investir na Daspu

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo! Deixe aqui seu comentário, e não esqueça de se identificar clicando em "Comentar como", e escolhendo a guia "Nome/URL". Grande abraço!