sexta-feira, 15 de maio de 2009

Condenado ex-presidente do Sindirodoviários

A 1ª Turma Especializada do TRF2, por unanimidade, condenou o ex-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário do Estado do Espírito Santo ( Sindirodoviários), Francisco Forrechi, pela prática do crime de sonegação de contribuição previdenciária.

Forrechi não efetuou a escrituração contábil da entidade, além de omitir segurados e suas remunerações das informações prestadas ao Instituto Nacional do Seguro Social - INSS, nos períodos de janeiro de 2001 a julho de 2003 e de outubro a dezembro de 2003.

Por decisão do TRF2, o réu deverá prestar três anos e nove meses de serviços à comunidade e ainda pagar 33 salários-mínimos de multa.

A decisão do Tribunal se deu em resposta à apelação criminal apresentada pelo Ministério Público Federal - MPF, que também pediu a condenação, pelo mesmo crime, do sucessor de Francisco Forrechi, o ex-presidente do Sindirodoviários, Edson da Fonseca Bastos.

Mas Edson Bastos escapou de condenação ao alegar que, ao assumir o Sindirodoviários, encontrou a entidade esfacelada, com extravio de documentação contábil, retirada dos computadores, destruição de arquivos e até sem móveis.

O relator do caso no TRF2, juiz federal convocado Marcello Granado, aceitou a tese defensiva de Edson Bastos, diante do caos que assolou o sindicato, devido à administração anterior.

C/ Informações do TRF.

Um comentário:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir

Olá, seja bem vindo! Deixe aqui seu comentário, e não esqueça de se identificar clicando em "Comentar como", e escolhendo a guia "Nome/URL". Grande abraço!